Com brincadeiras, crianças aprendem lições de educação financeira

Finanças pessoais, orçamento, planejamento, investimentos. Estes são temas abordados desde a infância no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) União das Vilas, no bairro São Braz, para que as crianças se tornem adultos responsáveis financeiramente.

A iniciativa faz parte das ações do projeto Sonhar, Planejar, Alcançar: Fortalecimento Financeiro para Famílias, que pretende mudar o comportamento de crianças de 3 a 6 anos e seus familiares, com palestras, atividades e aulas sobre educação financeira. O projeto é uma iniciativa das empresas MetLife e DSOP Educação Financeira.

Usando linguagens lúdicas e a simpatia dos personagens da Vila Sésamo, tópicos como consumo consciente, economia, reúso e partilha são abordados de forma apropriada à faixa etária. Os temas, no entanto, não se resumem ao planejamento de finanças, alcançando, por exemplo, a economia de recursos naturais e o empoderamento feminino.

“A ideia é que o projeto auxilie os pequenos e suas famílias a identificarem sonhos, definirem metas, fazerem planos e entenderem que as escolhas cotidianas podem ajudá-los a alcançar seus objetivos”, explica o professor de educação infantil, Cláudio da Silva.

Planejamento para alcançar os sonhos

O CMEI União das Vilas é uma das 19 unidades de educação infantil da rede municipal de ensino que participam da ação que beneficia cerca de 600 crianças de 4 a 5 anos. O projeto, que dura o ano todo, promove oficinas lúdicas onde aprendem que, para alcançar os sonhos e desejos, precisam de planejamento.

“Falamos com os pequenos sobre o consumo consciente, sobre a diferença entre querer e precisar, conversamos sobre sustentabilidade, explicamos que não se deve desperdiçar energia, água, alimento. E, espertos como são, aprendem tudo, o avanço é notável”, explica o professor.

O trabalho começou com uma roda de conversa sobre a importância de querer, esperar e alcançar coisas que desejamos. Os pequenos revelaram que seus sonhos estão relacionados à compra de brinquedos e por isso foram convidados a confeccionarem jogos para que compartilharem na unidade.

Matheus Lourenço, com a ajuda dos colegas, fez um tabuleiro de futebol de pregos. “A gente conversou que é importante dar valor ao que a gente tem e nosso jogo de futebol tem muito valor porque fizemos juntos e conseguimos”, afirma o menino.

Fonte: Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba

Siga nossas redes sociais
2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *